Relações Pedagógicas Em Creche

Excertos do artigo Relações pedagógicas em Creche da autoria da Educadora Susana Tavares da Creche do Centro Comunitário du Bocage, publicado na revista Cadernos de Educação de Infância de Dezembro de 2010.

As relações que estabelecemos uns com os outros e com o meio onde estamos inseridos determinam fortemente o nosso desenvolvimento enquanto seres humanos, enquanto seres emocionais e afectivos. (…) Ao longo da minha experiência profissional aprendi e compreendi que as interacções que a criança estabelece diariamente connosco, adultos de referência, traduzem-se em experiências cruciais no domínio dos afectos, dos desafios, são marcos importantes para o seu desenvolvimento afectivo, emocional, cognitivo, físico, social.(…) A Creche surge então como um espaço promotor de relações interpessoais, como uma resposta educativa marcada por uma filosofia que visa o crescimento saudável e feliz da criança, o apoio às famílias no acto de cuidar e educar e a procura constante da identidade profissional do educador.(…)
Enquanto equipa, defendemos quea relação pedagógica se alicerça em princípios curriculares que têm como finalidade criar ambientes estimulantes que permitam à criança desenvolver a confiança em si própria e nos outros valorizando a afectividade. (…)
Acreditamos que as famílias são um dos pilares fundamentais na educação das crianças e como tal têm o direito de conhecer, participar, tomar decisões no que concerne à resposta educativa a dar aos seus filhos.(…)
O trabalho em equipa é algo que influencia o funcionamento de qualquer contexto, pois é formado por pessoas distintas com características pessoais e profissionais que se articulam, complementam e dependem necessariamente uma das outras para atingir as finalidades a que se propõem.(…) Esta relação permite enriquecer o processo educativo, através de conversas informais, reuniões de sala, reuniões com educadores, directores pedagógicos encontros formativos com outros profissionais.(…)
A relação pedagógica em creche resulta assim de um entrelaçar de experiências, de sentimentos de proximidade, de ajuda e de cuidado. Resulta da construção de um ambiente de amizade, carinho e autenticidade partilhado por todos, onde a criança ao ser amada, possa também aprender a amar.

 

Adicionar comentário

Deixar uma resposta